Sqweel Simulador de Sexo Oral Feminino

  •  
  •  
  •  
  •  
Sqweel Simulador de Sexo Oral Feminino - Imagem 1    
Sqweel Simulador de Sexo Oral Feminino - Imagem 2    
Sqweel Simulador de Sexo Oral Feminino - Imagem 3    
Sqweel Simulador de Sexo Oral Feminino - Imagem 4    

* Clique na imagem para ampliar

Variação de Preco:

R$689,85 a R$689,85

Sexônico

China

LoveHoney

Período Indeterminado

Simulador de Sexo Oral Feminino com Línguas de Silicone Rotativas

  •  
  •  
  •  
  •  

Poderes

O inusitado produto foi bem pensado. Tanta coincidência anatômica entre as "línguas de silicone" e o clitóris causam efeitos incríveis. Vale a pena ter um exemplar do incrível Sqweel em casa.


Desvantagens

O cheiro de borracha do produto é super forte. Por isso, lave bem o brinquedo antes de estreá-lo. A velocidade baixa do controle é desnecessária... Ou deveria ter mais potência.


Conclusão

O Sqweel é discreto o bastante para ser carregado na mala, na mochila, na bolsa, na necessáire... Portátil, leve e com design moderno, merece estar contigo em todos os Carnavais!


Testando...

Este teste começou de um jeito diferente: a história teve início lá no Carnaval, no meio da folia, quando dei de ficar pensando na crítica de um produto bem falado, que - já adianto - merece a fama que tem.

Em meio aos dias carnavalescos, com tudo à flor da pele – hormônios, vontades, amores mal resolvidos e a intenção urgente de substituir uma paixonite por um amor de Verão (que dificilmente sobe a serra, evitando aquela chatice piegas de corações partidos) – conheci o motivo que me levou a falar justamente sobre o Sqweel. Alto, charmoso e deliciosamente sedutor, um cearense fez meu Carnaval muito mais feliz. E plantou a dúvida que precisava ser logo solucionada: a máquina seria capaz de superar o talento do homem? O Sqweel conseguiria mesmo substituir um sexo oral bem feito sem deixar a desejar?

 

Simulador de Sexo Oral Sqweel

Que o cearense era bom na coisa, isso estava mais do que comprovado, em todas as posições que o Kama Sutra foi capaz de descrever... Ele até parecia imbatível, mas só não perdeu para o Sqweel pelo mesmo motivo que nenhum homem jamais será deixado para trás por qualquer brinquedo erótico já inventado (mesmo que a parceira seja super fã dos produtos oferecidos pelo mercado erótico): os homens têm o chamego, a sacanagem ao pé do ouvido, o sotaque afrodisíaco, a pegada. Aliás, afinal das contas, homens têm corpo, ora bolas! Corpo e tesão de sobra para conquistar o desejo feminino logo de cara, diferente de brinquedos eróticos que exalam sabor e aroma de borracha pura. A principal diferença entre as máquinas do prazer e eles, seres humanos do sexo masculino, é que as primeiras conseguem ir direto ao ponto, sem rodeios. E o melhor: são guiadas exclusivamente por nossas vontades, sem interrupções inconvenientes no meio do caminho...

O Sqweel é exatamente assim: vai direto ao ponto. Alardeado como o produto capaz de causar uma “revolução em seus orgasmos”, ele é definido como um “Simulador de Sexo Oral Feminino com Línguas de Silicone Rotativas”. Em uma explicação básica, trata-se de uma elegante caixa meio retangular meio redonda, de onde saem 10 linguetas que simulam o movimento da nossa língua em contato com o clitóris. Embutidas no aparelho, as “línguas de silicone” são impulsionadas por um controle multivelocidade com três posições: rotação baixa, média e alta. Vou logo avisando que as duas primeiras opções não vão servir para muita coisa: as 3 pilhas palito que mantém o funcionamento do simulador possuem carga aquém do necessário para manter o carrossel de línguas girando quando o negócio começar a ficar bom e você se empolgar tendo o Sqweel em contato com o clitóris e a parte interna da vagina. Porém, na velocidade máxima você não terá nenhum problema e tudo funcionará às mil maravilhas! Já na rotação média o aparelho pode travar, e na baixa ele nem conseguiu se mexer. Talvez, confesso, porque o produto foi manuseado um bocado de vezes por quem o viu pela primeira vez... Pode ser que algo no sistema elétrico, ou até mesmo mecânico, tenha ficado danificado entre idas e vindas do meu Sqweel. Uma pena!


Orgasmos múltiplos

Mesmo meio avariado, o Sqweel estava pronto para o teste final. Se o libertino dos orgasmos ia mostrar seu poder, era hora de prestar atenção em todas as sensações.

Macias e ergonômicas, as tais línguas de silicone são super confortáveis. Acertaram em cheio na escolha do material, deixando cada lingueta com formato simples e eficiente. Rodando sem parar, as 10 línguas ganham poder ainda maior (desculpem-me pelo trocadilho um tanto ridículo, mas é como dizem por aí: a união faz a força).
 

Sqweel simulador de sexo oral


Imaginem um ser humano com 10 línguas giratórias na boca? Nenhuma mulher ia querer se aventurar em sexos anais, vaginais ou seja lá o que fosse. Elas certamente iriam ficar viciadas no sexo oral múltiplo!

Pois eu já adianto que não devo ficar viciada no Sqweel porque gosto mesmo é do toque de movimentos infinitos que só um homem consegue produzir quando debruçado sobre a vagina. Dá a impressão de que lá eles se sentem no melhor lugar do mundo. E deve ser mesmo o paraíso, porque fazer sexo oral está longe de ser pior do que receber, vocês não acham? Agora, que tal experimentar um 69 homem-máquina: você faz sexo oral no gato, e ele testa o Sqweel em você enquanto curte o momento? Ideia boa essa... Prometo colocar em prática da próxima vez que encontrar o cearense arretado!


Nota 1000

Voltando ao tema desta crítica, a performance do Sqweel é sim-ples-men-te impressionante. Apenas alguns minutos do produto em contato com a região interna da vagina, tocando o clitóris bem no ponto necessário, são suficientes para que as línguas estimulem muita lubrificação, pode acreditar! Aliás, se você for boa de lubrificação nem vai precisar de uma ajudinha a mais, mesmo assim é importante fazer uma ressalva: o material do Sqweel deve ser o responsável por secar um pouco a mucosa da vulva. Sendo assim, o próprio fabricante recomenda o uso de um bom lubrificante íntimo. Quando me senti desconfortável, logo molhei as línguas do Sqweel com água corrente e voltei para a brincadeira.

Aí foi relaxar e gozar. Como o produto é tão prático e confortável - não machucando nada, nem causando incômodos, persisti nos movimentos: uma hora as línguas giravam para a frente, outra hora o produto estava invertido e as linguetas tocavam minha vagina de modo inverso. Essa troca de sensações é tão boa, tão suave e intensa ao mesmo tempo, que logo veio meu segundo orgasmo vaginal da vida! E aí não tem como não dar nota 1000 pro brinquedo. Orgasmo vaginal é sinônimo de eficiência. Se nenhum homem ainda me fez atingir esse ponto do prazer, que me faz enxergar tudo em verde (juro, o mundo fica verde quando vem esse orgasmo potente! Não me perguntem o motivo, mas o tom esverdeado toma conta de tudo quando chego lá...), um aparato tecnológico tão simples merece nota máxima quando me faz atingir tal proeza.

Depois do típico sinal de gozo máximo, ajoelhei-me diante do Sqweel e me deixei levar pela estimulação pensando nas habilidades do cearense. Aí o destino conspirou a favor: tocou Raul no rádio, tive um looping daqueles e um orgasmo gostoso fechou o teste com medalha de ouro. Desse jeito o Sqweel já ganhou lugar cativo na estante dos brinquedos que mudam a nossa vida sexual.


Sexo Oral com Choque

Não satisfeita com as estripulias do começo da madrugada, decidi inventar moda: tinha um “Liquid Shock” reservado para um teste a dois aqui em casa, daqueles géis de massagem corporal eletrizante (segundo consta na embalagem), e minha primeira tentativa com ele havia sido um tanto frustrante. Mas sem brincadeiras a dois em vista, resolvi experimentar um tiquinho de gel colocado sobre o clitóris – mas um tiquinho mesmo, senão arde pra caramba!!! – e muito Sqweel funcionando no local. O choque psicológico provocado pelo gel, combinado com o geladinho na pele produzido por um ventinho bem suave proveniente das linguetas giratórias, mais o clitóris estimulado, me deram de presente um orgasmo do tamanho certo pra virar pro canto e dormir, bem à moda do sexo masculino. Porque nisso eles têm razão: existe coisa melhor do que a sensação de coração acelerado, corpo exausto e mente regozijada o bastante para tirar uma soneca pós-gozo? Não, né mesmo? Melhor ainda quando estamos a sós, à vontade, comandando nosso corpo ao nosso bel-prazer!

O Sqweel é realmente uma surpresa agradabilíssima em madrugadas solitárias ou em preliminares para entrar no clima. Antes de pegar no sono, bateu saudades das madrugadas com minha delícia do Nordeste. Já passou da hora de sentenciarem que nenhum Carnaval deveria ter fim...


Modo de Limpar

Como montar e desmontar o Sqweel

Evite cometer o mesmo erro que eu: antes de usar o Sqweel, leia o manual. Ainda bem que bactérias malévolas não sobrevivem eternamente (assim espero...), porque lavei meu Sqweel de um jeito totalmente errado.

O ideal para higienizar o produto antes e depois do uso é retirar a tampa da frente puxando a superfície com cuidado. Depois, basta remover a tampa lateral girando essa parte com firmeza; após ouvir um “clic”, retire a peça. Cuidadosamente, remova também a roda com as linguetas e lave esta parte do Sqweel em água corrente e com sabão neutro, ou usando um bactericida indicado para a limpeza de produtos eróticos. Também com cuidado, encaixe a roda no local indicado.

Antes de fechar e guardar o produto, seque bem todas as partes do brinquedo para evitar danos ao material. Mantendo a higienização em dia e usando o Sqweel com carinho, ele deve durar tempo suficiente até você descobrir um produto erótico ainda melhor. Ops, será possível um Simulador de Sexo Oral melhor?

  •  
  •  
  •  
  •  
comments powered by Disqus