Anel Peniano com microvibrador Turbo

  •  
  •  
  •  
  •  

Poderes

O produto consegue maximizar a excitação quando massageia o clitóris ao mesmo tempo da penetração.

 


Desvantagens

Apesar da bateria ter duração de 50 minutos - não acho que seja uma desvantagem, pois dá tempo de brincar bastante...rs!


Conclusão

 

O Produto é excelente. Muitos "homens" ficam um pouco restritos com uso de vibrador, por alguns terem formato agressivo ao público masculino. Esse anel é muito bom, pois não assusta para um primeiro uso de produtos sensuais...Ótimo para introdução de vibrador no relacionamento!

 

Descrição técnica

 

Anel peniano TURBO, produzido em silicone gel de alta qualidade, ajustável. Reutilizável - Duração da Bateria : 50 minutos - podendo ser substituida

 

Testando...

 

Sempre gosto de introduzir alguns produtinhos sensuais na relação. Pois após alguns anos de casado, e o nascimento dos filhos, sabemos que tudo tendo a virar rotina. Acho que os brinquedos sensuais são extremamente importante na vida de um casal... Daí me perguntei - "Como introduzir um vibrador em minha relação com meu marido? - Será que ele vai achar que seu "Pinto" não está me satisfazendo? - Será que ele vai achar muito agressivo um outro "PÊNIS" em nossa cama?? rs..." São perguntas engraçadas, mas que acredito ser comum em muitas camas por aí... Quando vi Anel Peniano, achei o máximo, afinal, utilizaria o PINTO do meu marido, e ao mesmo tempo o faria de vibrador =p Comprei vários modelos, e esse foi o que realmente mais me agradou! Por vibrar mais rapidamente e forte, é mais fácil de ser sentido durante a penetração, pois alguns outros modelos, com a força da penetração e do movimento vai e vem, tinham momentos que não sentia vibrar. Foi ótimo para ambos, nada assustador para o homem. Maravilhoso!!! A outra forma que usamos foi durante as preliminares, enquanto ele me chupava, acariciava meu clitóris com o ANEL TURBO, e foi maravilhoso!!! Uma sensação inexplicável até o alcance do Gozo. Amei, e indico completamente o produto!

  •  
  •  
  •  
  •  
comments powered by Disqus