Vibrador

Vibrador

Seja para encontrar o ponto G, seja para se divertir enquanto se masturba, você precisa conhecer todos os tipos de vibradores até escolher o modelo ideal para o seu prazer. Tenha em mente uma certeza: os estímulos dos vibradores são capazes de te dar um orgasmo surpreendente! Saiba mais sobre Vibrador

 
1 2 3 4
Próxima

Mais informações sobre Vibrador

Por Mariana Blac

Escolher o melhor vibrador para seus momentos íntimos parece ser difícil, mas alguns conselhos básicos são suficientes para que você acerte na hora de comprar um modelo e aumentar a sua coleção!

Profunda conhecedora do assunto, a presidente da ABEME (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual) Paula Aguiar costuma dar uma dica preciosa para as iniciantes no mundo dos vibradores: se você encostar o produto ligado na pontinha do nariz e sentir cócegas, encontrou seu par perfeito.

Mas... E se a mulher, o homem ou o casal quer mesmo encher o carrinho virtual e já comprar logo de uma vez vários vibradores para deixar as noites mais divertidas? Aí o melhor é mesmo escolher modelos diferentes e tentar satisfazer todas as possibilidades de prazer que os seres humanos podem sentir quando estão se masturbando ou quando estão aproveitando a madrugada a dois, a três, a quatro...

Quesito 1: Material

De acordo com o ebook grátis do Sexônico "Vibrador – O Livro” (clique aqui para baixar), há vários materiais que podem ser escolhidos para a fabricação dos vibradores. Dentre eles, o silicone seria o material ideal, pois proporciona sensações realistas e tem textura e aparência semelhantes à nossa pele. Além disso, o silicone é bem flexível e pode ter a temperatura variada de acordo com o ambiente: se você quiser aquecê-lo, basta deixá-lo imerso em água bem quente por 3 minutos; se preferir que o material fique geladinho, coloque-o no congelador por 10 minutos.

O elastômero também é usado na fabricação de alguns modelos de vibradores. Se você procura por um produto com bom custo/benefício pode escolher os vibradores feitos com esse material. Porém, se prefere ter um vibrador para chamar de seu por muitos e muitos anos, o material não é recomendado, pois com o tempo perde suas propriedades originais e pode ser danificado pelo uso intenso. Além disso, não é tão fácil manter sua higienização em dia... No caso das consumidoras que já usam um vibrador de elastômero, aí vai um conselho que vale ouro: sempre que for brincar com o produto vista-o com um preservativo. O uso da camisinha com vibradores aumenta muito a vida útil dos brinquedos!

Vibrador Butterfly com mini pênis e bullet

Vibrador em elastômero Butterfly com mini pênis

Os materiais rígidos (vidro, metal, látex, plástico e acrílico) também podem ser escolhidos para a fabricação dos vibradores. A grande vantagem é que esses materiais são totalmente livres de ftalatos, composto químico que pode causar danos à nossa saúde principalmente por conter substâncias cancerígenas.

Quem valoriza a maciez do material na hora de usar um produto erótico deve procurar os vibradores feitos com jelly, composto que pode assumir cores e aromas variados.

Vibrador Jack Rabbit White

Vibrador em jelly Jack Rabbit White

Já o Cyberskin - material mais famoso por ser realístico e ter aparência, textura e propriedades que o deixam muito semelhante à nossa pele - merece alguns cuidados básicos para manter suas qualidades e não apresentar defeitos a curto prazo. Primeiro é importante salientar que o Cyberskin é um material poroso, o que dificulta a limpeza ideal de sua superfície. Os especialistas explicam que quando olhado no microscópio o Cyberskin tem a aparência de uma esponja, absorvendo poeira, fluidos corporais e o próprio lubrificante (tanto o cosmético, quanto o produto encontrado nos preservativos). A melhor maneira de saber se o seu produto erótico feito com Cyberskin está com a "validade" vencida é prestando atenção aos sinais do seu organismo: se a vagina ou a região do ânus apresentar qualquer sintoma de alergia é recomendável suspender imediatamente o uso do produto e procurar um médico!

Vibrador em formato de Pênis em CyberSkin

Modelo de vibrador em Cyberskin 

Como diz uma amiga minha, o Cyberskin parece bumbum de neném de tão macio. Eu já testei o Sakura, da Iroha – marca da Tenga com linhas de produtos para mulheres – e aprovei os poderes desse material incrível! Aliás, também aprendi um truque simples para manter a vida útil dos vibradores feitos com o material ultra tecnológico: toda vez que você for usar o brinquedo erótico, lave bem sua superfície - e principalmente todas as saliências! - com água corrente e sabão neutro (os sabonetes que contêm glicerina podem deixar resíduos no material e posteriormente causar irritação na pele) e prefira utilizar um preservativo para envolver as partes penetráveis do brinquedo. Pode até parecer estranho usar uma camisinha com um artefato inanimado, livre das temidas Doenças Sexualmente Transmissíveis e, para as mulheres, sem possibilidade de soltar o esperma e causar uma gravidez indesejada; porém, o preservativo vai deixar você despreocupada de ver seu corpo entrando em contato com os fungos e bactérias que certamente estarão povoando a superfície e todo o entorno do produto erótico. Segundo uma amiga bióloga, os pontinhos ou manchas pretas que podem aparecer no material são indícios de que a proliferação de bactérias ou fungos está muito acelerada e muito alta! Ou seja, não é porque não vemos os bichinhos microscópios que eles não estão convivendo em harmonia com nosso vibrador favorito. Muito pelo contrário: o uso dos produtos eróticos dificilmente não propicia a existência de fungos e bactérias nos mesmos. Aliás, minha ginecologista me garantiu que até mesmo os vírus podem habitar o produto erótico por tempo considerável. Assim, se você tiver por exemplo o HPV, provavelmente seu produto também está "infectado", não podendo ser compartilhado nem com seu parceiro ou com sua parceira!

Vibrador Bullet Amigo Coelhinho em CyberSkin

Vibrador Bullet em Cyberskin 

Quem estiver animada para incluir um vibrador de Cyberskin na sua coleção de produtos eróticos precisa saber mais alguns detalhes sobre o material: ele é super elástico, permitindo que todas as mulheres e todos os homens sintam apenas prazer durante a masturbação (mesmo quando você encontrar um vibrador mais robusto, digamos assim, pode ter certeza de que dificilmente ele vai provocar desconforto quando for utilizado). Quando você perceber que o material está perdendo elasticidade pela ação do tempo ou pela frequência de uso do produto, recomendo que você tente usar um bom lubrificante à base de água. Aliás, apenas esses tipos de cosméticos podem ser usados para garantir a lubrificação durante a penetração. Isso porque o silicone é um dos materiais usados na constituição dos brinquedos eróticos feitos com o Cyberskin, e se você escolher um lubrificante com silicone para besuntar seu produto erótico vai ver que a superfície ficará pegajosa ao longo do uso.

Outro conselho imprescindível para quem quer manter seus produtos eróticos em boas condições de uso por vários anos: nunca passe talco para manter a conservação do produto! Estudos já comprovaram que o contato do pó do talco com a genitália da mulher repetidas vezes pode causar câncer. Se você não se contentar em guardar seu produto erótico em lugar seco e arejado, envolvido por um saco de pano (que não solte pelos!), prefira passar amido de milho na superfície do produto para preservar as qualidades do Cyberskin.

Quesito 2: Modelo

Apesar de parecer incontestável, é difícil afirmar com certeza infinita que os vibradores substituem a companhia de outra pessoa. Eu já passei pela fase de acreditar que eles eram mesmo melhores do que um parceiro, principalmente porque nos dão total liberdade para descobrir as zonas erógenas do nosso corpo sem pressa, nem cobranças. Mas no fundo os vibradores funcionam como um artifício para que tenhamos traçado o roteiro do nosso prazer.

Se os dedos parecem sem-graça demais, os produtos eróticos realmente funcionam como uma mãozinha para que a masturbação seja mais prazerosa. As mulheres que já conhecem bem o universo dos brinquedos eróticos provavelmente vão concordar comigo: os vibradores podem ser excelentes; contudo, ficam infinitamente melhores quando são manipulado na companhia de alguém que sabe como o cuidado e o carinho são importantes para uma vida sexual feliz e saudável.

No fundo, pouco importa se você vai passar bons momentos junto com alguém que conheceu nos últimos cinco minutos, ou se vai aproveitar ainda mais a paixão que sobrevive a anos de relacionamento fiel. O essencial é saber que fazer amor ou sexo selvagem vale a pena quando nos sentimos bem, e quando temos liberdade para fazermos aquilo que gostamos, sem forçar a barra ou tentar somente agradar o outro. E se vocês estiverem em sintonia e usarem o vibrador para aumentar o prazer, o tesão que sentem um pelo outro tem muito mais chances de terminar em um orgasmo simultâneo daqueles!

Pois bem, para ter sempre a mão o vibrador ideal para cada desejo, leve em consideração as suas fantasias eróticas e os pontos onde você sente maior estímulo. Os consumidores iniciantes devem apostar nos vibradores Bullet (chamados também de bala ou ovo), que são pequenos, discretos e geralmente muito poderosos.

Para fazer a estimulação do clitóris com um modelo Bullet, mantenha-o na vagina na posição longitudinal entre os lábios e sobre o clitóris, movendo a sua mão sobre os pequenos e grandes lábios e abrindo-os suavemente; para terminar, segure o vibrador Bullet firmemente no clitóris ou mova o produto em círculos. Poucos minutos serão suficientes para vocês chegar ao orgasmo! E se estiver bem acompanhada, preferencialmente com alguém que sabe manter o ritmo da penetração na “velocidade” perfeita, o orgasmo certamente vai fechar a transa com chave de ouro.

Vibrador Bullet ou bala

Vibradores Bullet

Com os Bullets você também pode estimular o Ponto G. Basta adicionar um pouco de lubrificante na vagina ou no ânus e no vibrador e mover a bala pelo lado de fora da abertura vaginal, deslizando o brinquedo erótico para dentro da vulva até alcançar e estimular por vibração o Ponto G (que encontra-se de 4 a 6 cm para dentro do canal vaginal). Sempre que for usar seu vibrador Bullet dessa maneira é importante que você envolva a parte da bala com um preservativo, mantendo a borda da camisinha para fora do canal vaginal; caso contrário, o Bullet pode ficar preso e somente um médico conseguirá retirar o produto! E ninguém quer passar pelo constrangimento de ser levada ao hospital com um vibrador perdido dentro do próprio corpo...

Os iniciantes também costumam gostar dos vibradores Pocket Rockets, muito parecidos com as minilanternas de bolso e muito discretos e simples de usar. Para aproveitar suas potencialidades ao máximo, pressione seu Pocket contra os lábios da vagina ou coloque-o entre você e seu par. Tome cuidado apenas para que o produto não escorregue para dentro do canal vaginal, pois ele não tem alça para ser puxado!

Com o vibrador personal você pode começar a brincadeira com alguma roupa, passando-o em todo o corpo e então, lentamente, estimulando as partes mais sensíveis. Movimente o vibrador sem fazer muita pressão na parte interna da sua coxa interna ou mova o brinquedo em círculos em torno dos seus mamilos (os homens também podem ser estimulados nessa região com sucesso!). Quando estiver bem lubrificada, insira a ponta do vibrador na entrada da vagina e movimente o dispositivo aos poucos até penetrá-la totalmente e manter somente a base do produto para fora.

Quesito 3: Utilidade

Se você busca um produto que possa ser usado por casais, é melhor ficar atenta(o) a estas dicas!

O anel vibrador – ou anel peniano vibrador - é um dispositivo criado justamente para ser usado durante as relações sexuais. Normalmente fabricado com silicone, o anel vibrador é capaz de aumentar, potencializar e até prolongar a ereção porque provoca mais pressão na base do pênis. Por isso, o uso desse dispositivo não deve ultrapassar 30 minutos e o homem não deve se esquecer de tirá-lo logo após a ejaculação. Para usá-lo, coloque o produto no pênis semiereto utilizando um bom lubrificante e encaixando-o próximo aos testículos. Quando for penetrar a vagina ou o ânus, mantenha o vibrador desligado e só ligue o dispositivo quando os dois estiverem bem confortáveis.

Anel peniano com vibrador

Anel peniano com vibrador

Os casais que já estão muito bem acostumados a usar vibradores antes, durante e depois do sexo podem experimentar os vibradores em formato de U (que estimulam tanto o clitóris, quanto o Ponto G). Esses modelos são projetados para serem usados sem as mãos e têm formato idealizado para proporcionar prazer ao homem e à mulher simultaneamente durante a penetração. Quanto à higiene, como a maioria dos vibradores de última geração, o vibro para dois é revestido com 100% de silicone, que normalmente não é poroso - propriedade que evita que as bactérias grudem na superfície macia do brinquedo erótico, permitindo que ele seja seguro para ser inserido tanto no canal vaginal, quando no orifício do ânus. Mesmo assim, é importante que você use um líquido antibacteriano antes e depois de cada uso, principalmente se for intercalar a penetração entre os orifícios.

Como acontece com qualquer vibrador, sua imaginação é o único limite! Se quiser conhecer ainda os vibradores que se dividem em dois, baixe grátis nosso ebook “Vibrador – O Livro”. Esses modelos de vibradores são feitos para os casais modernos, que acreditam na igualdade dos sexos e sabem quanto o prazer a dois é fundamental para o bem-estar dos relacionamentos!