Preservativo

Preservativo

Sexo seguro é sexo com camisinha! O lema já grudou na cabeça de muita gente, mas ainda tem casal que prefere transar de forma mais soltinha... Pois os preservativos Aromatizados ou Texturizados te devolvem a liberdade de transar com quem quiser, sem medo de orgasmos enlouquecedores! Saiba mais sobre Preservativo

 
1 2 3 4
Próxima

Mais informações sobre Preservativo

Por Mariana Blac

Antes de servirem como método contraceptivo, os preservativos são obrigatórios quando o assunto é a prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (conhecidas como DST). Embora muita gente acabe adotando a camisinha para prevenir a gravidez – abdicando de outros métodos, como a pílula anticoncepcional, o DIU (dispositivo intra-uterino), espermicidas, o diafragma, entre outros – é importante lembrar que ela é o método mais eficaz para evitar o contágio das DSTs transmissíveis em relações sexuais (são elas a gonorreia, a sí?lis, a clamídia, o herpes genital, a hepatite B, o HPV, o HIV – vírus da AIDS, etc.).

Antes de descrever em detalhes os usos do preservativo, aproveito para ressaltar que ao contrário do que muitos homens argumentam, não há nenhuma comprovação prática ou científica de que a sensibilidade dos órgãos sexuais fique prejudicada durante o sexo com camisinha. Ainda que muitas mulheres acabem cedendo e preferindo concordar com o companheiro ao excluir o preservativo na relação sexual, precisamos ressaltar que a famosa desculpa de que a camisinha incomoda e atrapalha o sexo já está ultrapassada. Em tempos de alta circulação dos vírus que causam as temidas DSTs, é inaceitável cair no conto do vigário e ceder à tentação diante do pedido carinhoso que parte geralmente dos homens. Mulheres, usar camisinha é a única forma de postergar aqueles exames chatos que fazemos no laboratório, seguidos de uma bronca do(a) ginecologista... Sim, porque o médico tem o dever de nos orientar, e de puxar a orelha quando vê que estamos à mercê dos desejos masculinos. O discurso parece feminista, mas se pudéssemos fazer um teste simples colocando um homem para transar sem e com camisinha, muito provavelmente ele não sentiria a menor diferença e terminaria a relação feliz da vida, como acontece na maior parte das vezes. Dificilmente eles conseguiriam distinguir  o momento da penetração com o pênis protegido pela camisinha, e com o mesmo livre do preservativo. No calor das emoções, o que vale é aproveitar o momento sem ter dor de cabeça depois...

Proteção e conforto

Fato é que a camisinha deve ser adequada às medidas do pênis do seu companheiro, pois realmente ninguém gosta de se ver apertado por um acessório justo demais. Assim sendo, escolha aqui o modelo de preservativo que melhor se adequa às suas medidas e garanta a preservação da sua saúde. Afinal, o que são 5 segundos de prazer perto de uma vida inteira saudável? Você arriscaria sua vida pela falsa ideia de que algo incrivelmente bom fica ainda melhor sem proteção? Lembre-se de que prevenir sempre é melhor do que remediar...

A camisinha masculina

Como informado pelo Ministério da Saúde e confirmando as opiniões expressas acima, a camisinha não atrapalha o prazer sexual de jeito algum! Prática e eficiente, ela é composta por uma fina capa de borracha que cobre o pênis durante a relação sexual, impedindo o contato do órgão sexual masculino com a vagina, o ânus, a boca e toda a região das genitálias (de homens e mulheres). Dessa forma, funciona como uma barreira protetora, fazendo com que o esperma ejaculado pelo homem fique retido, evitando que os espermatozoides entrem no corpo da mulher.

A maioria das camisinhas já vem lubrificada, mas cada organismo reage de uma forma quando acontece o contato com o preservativo. Por isso, tenha sempre por perto um bom lubrificante para garantir a eficácia do produto e evitar incômodos ou dores durante a relação sexual.

Preservativo masculino: como usar

Cuidados

Para garantir a qualidade do preservativo e o bom uso do mesmo, preste atenção a estes cuidados básicos de preservação do produto:

- Guarde a camisinha em local seco e fresco: o produto não deve ficar exposto ao sol e ao calor. 

Evite carregar por muito tempo a camisinha no bolso da calça, na carteira ou em qualquer outro local que tenha calor excessivo ou que possa possibilitar danos ao invólucro, ou mesmo ressecar o envelope.

Não abra a embalagem com os dentes, nem use as unhas ou tesoura!

Parece estranho, mas há pessoas que costumam usar vaselina ou até manteiga como lubrificantes... Não use nunca lubri?cantes oleosos sobre a camisinha.

Nem pense em usar duas camisinhas ao mesmo tempo, nem 2 masculinas, nem 2 femininas, muito menos uma masculina com uma feminina: assim o risco de rompimento é maior.

Verifique o prazo de validade na embalagem antes de usar o produto.

Verifique também se há na embalagem o selo do Inmetro, que determina a qualidade do produto.

Sempre verifique se a embalagem foi violada antes de utilizar o preservativo. 

A camisinha feminina 

À primeira vista ela parece um bicho de sete cabeças. Mas a camisinha feminina nada mais é do que um tubo feito de plástico macio, ?no e resistente, que deve ser colocado dentro da vagina para impedir o contato do pênis com o órgão sexual feminino. Ela consegue até protege homens e mulheres da contaminação de uma gama maior de vírus - como por exemplo o HPV, que pode ser transmitido pelo simples contato das genitálias (lembre-se que o preservativo masculino acaba não protegendo a região externa do pênis, como a virilha e a bolsa escrotal).

Infelizmente, como afirmado no começo do texto, as mulheres ainda não conseguem negar o pedido de seus companheiros e acabam cedendo ao serem questionadas sobre a necessidade do uso do preservativo. Pois no próprio manual de sexualidade do Ministério da Saúde está escrito: “a camisinha feminina dá maior autonomia à mulher sobre seu corpo e sua vida sexual, quando as mulheres têm dificuldade de negociar o uso da camisinha masculina com o parceiro”. Parece mentira, mas não é...

Depois de compreender completamente que não há hipótese de rejeitar o uso do preservativo nas relações sexuais, as mulheres devem saber ainda que a camisinha feminina também é um ótimo método contraceptivo, pois funciona como uma barreira para o esperma ejaculado pelo homem, evitando que os espermatozoides entrem no corpo da mulher. Além disso, a camisinha feminina pode ser usada durante o período menstrual. Por fim, e muitíssimo importante e relevante para a autonomia da mulher quanto à preservação da saúde do seu corpo, a camisinha feminina pode ser colocada na vagina imediatamente antes da penetração ou até oito horas antes da relação sexual! Sim, meninas, é possível sair de casa com o kit prevenção completo e devidamente “posicionado”.

Como usar camisinha feminina

Dupla proteção

Já esclarecido que dupla proteção não é sinônimo do uso simultâneo de duas camisinhas, nem de uma camisinha colocada em ambos os órgãos sexuais da mulher e do homem, é preciso salientar que há várias outras maneiras legítimas e eficientes de aderir à dupla proteção. Veja a imagem e a legenda descrita logo abaixo e previna-se das DSTs e de uma gravidez indesejada.

Prevenção: use camisinha

Camisinha Feminina

Camisinha Masculina

Pílula Anticoncepcional

Espermicida

Injeção Anticoncepcional

 

Diafragma

DIU

Vasectomia

Ligadura de Trompas

Confira Também os Testes de Preservativo