Cinta peniana 17 cm x 5,5 cm

  •  
  •  
  •  
  •  
Cinta peniana 17 cm x 5,5 cm - Imagem 1    

* Clique na imagem para ampliar

Variação de Preco:

R$27,89 a R$229,90

Poly P.

Prótese peniana em borracha, com 17cm de comprimento e 5,5cm de diâmetro.

  •  
  •  
  •  
  •  

Poderes

 

Deixa as mãos livres e permite o movimento de quadril para quem faz o papel de ativa.


Desvantagens

A prótese é pesada, e não é possível usar sem preservativo. Um pouco mais de relevo seria interessante. Com o uso, o elástico cede e torna a cinta ainda mais frouxa.


Conclusão

 

Ótimo para quem está descobrindo as maneiras de utilizar uma cinta peniana, mas após o “treino”, deve ser substituído por uma mais estruturada.

 

Testando...

 

Como é meu primeiro texto sobre produtos eróticos, acho válido contar então sobre o primeiro que comprei. Há quase dois anos, eu e minha namorada decidimos começar a testar algumas novidades, e começamos pela básica cinta peniana, sem vibrador mesmo, simples! No começo foi um pouco estranho, porque ficamos um pouco tímidas, mas logo nos habituamos ao objeto. Tanto é que, depois desse, iniciou-se uma sucessão de compras em sex shops e alguns itens ainda em lista de desejos. O primeiro desafio, definitivamente, foi se ver vestindo um pênis (o medo de cair na gargalhada era mútuo), mas nos surpreendemos ao sentirmo-nos bastante à vontade com aquele “equipamento” extra. Depois, fomos nós aprender a usar um pênis de forma ativa. Os primeiros movimentos são complicados, já que não há sensibilidade na borracha. Por algumas vezes errávamos o lugar, não percebíamos quando a prótese saía do canal vaginal da outra, ou tínhamos dificuldade de nos posicionar. Isso foi por pouco tempo. Em um dia já estávamos conseguindo brincar com várias posições, alterar ritmos e, o melhor, ter muito prazer. Usar a prótese com cinta, para nós mulheres homossexuais, não é necessariamente um fetiche de representar o papel masculino, mas sim termos as mãos livres e podermos usar o quadril mesmo sendo ativas. É inegável que o movimento de quadril é um ponto importantíssimo para o sexo, e que as mãos fazem toda a diferença quando podem ser usadas pelo resto do corpo durante a penetreção. Dificuldades Essa prótese que compramos, não era das mais estruturadas. Por isso, há certa dificuldade na hora de se mover, pois como as alças são de elástico, não se prendem corretamento ao corpo. Outro problema é o peso da prótese, que faz com que a base de couro que a suporta se movimente, e o pênis fique caído, dificultando na hora de penetrar. Quanto à flexibilidade, é uma questão um tanto ambígua, porque ao mesmo tempo que uma cinta peniana inflexível pode ocasionar machucados, uma flexível demais também dificulta. No segundo caso, quando a penetração é feita de maneira um pouco mais rápida e não acerta o objetivo, a borracha flexiona muito e muitas vezes escorrega com o líquido vaginal e atinge com força o local. Para masturbação não é funcional, principalmente pela necessidade do uso da camisinha. O objeto escorrega e a ergonomia fica complicada. Uma possibilidade para quem quer tentar, é manter a base de couro e segurar a prótese por ela. Textura A textura dessa prótese em questão não é muito satisfatória. Apesar de ter algumas saliências que imitam as nervuras penianas, essas são tapadas pela camisinha. E tem que usar camisinha! Sem o preservativo, a borracha, por ser muito seca, causa assaduras com o atrito. Principalmente para quem demora um pouco mais para gozar. Seria interessante que os relevos fossem um pouco mais destacados para se sobressaírem ao preservativo. Uma saída é utilizar camisinhas com relevos, mas, pelo menos, para mim não fez muito efeito. Temperatura Muito citada como prazerosa pelas mulheres heterossexuais, a temperatura mais elevada do pênis masculino não se repete na prótese. A frieza da borracha não chega a ser um problema, mas um pouco mais de temperatura poderia ser uma solução. A dica é usar alguns óleos que tem essa função de esquentar. Isso pode fazer toda a diferença. Dica Quando iniciamos o contato com produtos eróticos, geralmente nos sentimos intimidadas com esse estereótipo de mulher moderna, independente, bonita e bem resolvida que é ligada a esse tipo de consumo. Mas não é bem assim! Depois dessa compra, eu e minha namorada, que somos mulheres bem normais, passamos a ser mais criativas na hora do sexo, e a nos permitir mais. Descobrimos novos fetiches, novas posições e ritmos. Só bastou um dia de adaptação.

Confira também outros testes de Cinta Peniana

  •  
  •  
  •  
  •  
comments powered by Disqus